• ENTRAR
  • Nenhum produto no carrinho.

PNL como instrumento eficaz em mediações judiciais e extrajudiciais

Vários empecilhos e conflitos são observados em mediações, seja envolvendo duas ou uma pluralidade de partes, seja contemplando situações aparentemente simples ou que demandem maior complexidade técnica e/ou jurídica.

Pretende-se neste artigo demonstrar como a Programação Neurolinguística – PNL tem o condão deauxiliar e/ou solucionar o advogado, por meio de alguma técnica ou ferramenta, nas questões envolvendo impasses em mediações judiciais e extrajudiciais.

Nesse contexto, pode-se apresentar como exemplo um escritório de advocacia que é contratado para realizar uma mediação extrajudicial entre duas partes. No caso concreto, ambas apresentam argumentos e razões muito bem embasadas. O que fazer para desenvolver soluções consensuais mais justas e eficientes?

O primeiro passo do advogado-mediador éestabelecer uma comunicação harmônica entre as partes envolvidas na mediação, ou seja, criar um Rapport com elas.  Então, o advogado passa a observá-las atentamente, percebendo as características específicas a cada uma, procurando assim entendê-las cada vez melhor, com vista a estabelecer confiança na condução da mediação.

No desenrolar das negociações, o advogado começa a perceber algumas palavras-chaves que as duas partes mediadas utilizam. Isso é bom para validar o que cada uma está falando, para confirmar pontos de vista e visões com relação à situação. Trata-se do uso da ferramenta chamada de Backtracking.

Posteriormente, o advogado procura se colocar no lugar das partes (associado às partes mediadas) e entender as suas razões e pontos de vista.

Depois adota a posição de um observador (analisando a situação como um terceiro que esteja fora da situação).

Em seguida, se insere numa posição mais ampla ou sistêmica, ou seja, busca analisar como cada uma das razões apresentadas pelas partes mediadas pode interferir no sistema em que vivem (nas relações com outras pessoas que estão fora da situação) e que implicações essas podem ocasionar.

Logo após, volta a sua posição de mediador reunindo todos os subsídios colhidos ao se colocar nesses diferentes pontos de vista.

Essas diferentes perspectivas vivenciadas mentalmente pelo advogado-mediador consiste na aplicação da técnica Posições de percepção. Essa é uma ferramenta valiosada PNL para ajudar o advogado-mediador a conduzir as partes a encontrar uma solução ao impasse existente.

Por fim, estando na posse de todos esses subsídios adquiridos em cada um das posições vivenciadas, o advogado-mediador sente-se mais seguro e confiante para auxiliar as partes mediadas a chegar a uma composiçãode uma forma mais justa, eficiente e satisfatória.

Sendo assim, deve-se salientar que na condução da mediação é essencial que:

i)o mediador estabeleça uma comunicação harmoniosa com as partes mediadas;

  1. ii) compreenda profundamente as razões que as motivaram a buscar essa forma de composição;

iii) procure analisar a situação a ser mediada sob a perspectiva de um terceiro observador;

  1. iv) tenha a percepção decomoos motivos individuais de cada interessada podem impactar em outras relações que estejam fora do impasse (visão sistêmica), tudo isso visando o surgimento de um acordo justo.

Ressalte-se que para todas as etapas acima descritas, a PNL disponibiliza de uma técnica capaz de auxiliar o advogado-mediador a executá-las com maestria, atingindo assim o objetivo final pretendido, qual seja, a composição ideal das partes.

Como se pode observar, os recursos ferramentais da PNL podem ser utilizados de modo eficiente a permitir um entendimento das partes envolvidas numa mediação, bem como ser um veículo eficaz e capaz de conduzi-lasa uma solução adequada à satisfação dos interesses envolvidos, tendo em vista o novo cenário legislativo trazido pelas leis n.º 13.105/2015 (novo CPC) e 13.140/2015 (Lei de mediação).

 

Gostou do artigo? Não esqueça de comentar e compartilhar. Aproveite para conhecer a nossa Escola Internacional de Mediação em Orlando, Estados Unidos. São aulas online e presenciais no país que melhor desenvolveu a mediação no mundo. Faça parte desta nova geração de profissionais do direito de sucesso
Acesse: mediacao.institutodialogo.com.br

2

Comentários

Comentários

1respostas em "PNL como instrumento eficaz em mediações judiciais e extrajudiciais"

  1. Parabéns o nobre colega é sempre lúcido.

Deixe sua mensagem

Instituto Diálogo

O ID é uma instituição referência no Brasil e na América Latina para o desenvolvimento de competências e habilidades dos profissionais do direito.

Contato

[email protected]

Atendimento: Seg - Sex (09h às 18h).



Endereço

BRASIL

Rua Álvaro Alvim, nº 48/408.

Centro - Rio de Janeiro - RJ

CEP: 20.031-010

EUA (Escola Internacional de Mediação)

37N Orange Ave, Suite 500.

Orlando - FL

ZIP: 32801

INSTITUTO DIALOGO BRANCATodos os Direitos Reservados © Instituto Dialogo.
Site produzido por T1site
X