CONGRESSO INTERNACIONAL DE ALTOS ESTUDOS EM DIREITO

20 – 22 juNhO 2018 / ONLINE / 12 GRUPOS DE TRABALHOS

Participe do maior congresso online de reflexões e pesquisas jurídicas de excelência do Brasil

1

Democrático

O CAED-Jus é construído por toda a comunidade acadêmica através de GTs, trabalhos e atividades ao vivo.

2

Interação online

Toda a programação ocorre online com ferramentas de interação entre os participantes e com debates de qualidade.

3

Apresentação de trabalho

Os trabalhos são apresentados em formato de paper e vídeo com a mediação dos coordenadores de GTs.

4

Premiação

Trabalhos serão premiados de maneira colaborativa e comporão o Hall of Fame do Caed-Jus.

5

Palestras

Os palestrantes são acadêmicos com alta qualidade e distinção no âmbito do direito nacional e internacional.

6

Publicação em livro

Publicação dos artigos em livro impresso (com ISBN) com envio da versão eBook aos participantes.

Congresso Internacional de Altos Estudos em Direito (CAED-Jus)

 

É uma iniciativa de uma rede de acadêmicos brasileiros e internacionais para o desenvolvimento de pesquisas jurídicas e reflexões de alta qualidade.

O CAED-Jus desenvolve-se exclusivamente de maneira virtual, sendo a tecnologia parte importante para o sucesso das discussões e para a interação entre os participantes através de diversos recursos multimídia. Com a sua criação, o CAED-Jus tornou-se um dos principais congressos da América Latina com os seguintes diferenciais:

7 Democratização da divulgação e produção científica

7 Publicação dos artigos em livro impresso (com ISBN) com envio da versão eBook aos participantes

7 Hall of fame com os premiados de cada edição

7 Interação efetiva entre os participantes através de ferramentas online

7 Diversidade de eventos acadêmicos no CAED-Jus (hangouts, palestras, minicursos, etc)

7 Exposição permanente do trabalho e do vídeo do autor no site para os participantes

7 Coordenadores de GTs são organizadores dos livros publicados

Grupos de Trabalho – GT’s

A partir de um edital específico, acadêmicos brasileiros e estrangeiros candidataram-se a coordenar os Grupos de Trabalhos. Com base na pluralidade institucional, foram aprovados os seguintes:

GT 01 – DIREITO PÚBLICO CONTEMPORÂNEO

Coordenação:

Angela Limongi Alves (USP);

Fernando Bentes (UFRRJ);

Leonam Liziero (UFRJ).

 


GT 02 – DIREITO PRIVADO CONTEMPORÂNEO

Coordenação:

Felipe Asensi (UERJ/UCP/USU/Ambra);

Rose Dayanne de Brito (Università degli Studi di Roma – Itália);

Vinicius Marques (UFT).

 


GT 03 – DIREITOS HUMANOS E FUNDAMENTAIS

Coordenação:

Fernando Aith (USP)

Arthur Bezerra de Souza Junior (UNIP/UNINOVE);

Felipe Dalenogare Alves (AMF);

Siddharta Legale (UFRJ).

 


GT 04 – DIREITO DO TRABALHO E SEGURIDADE SOCIAL

Coordenação:

Carla Veloso (UNESA);

Graciane Saliba (USU/PUC-MG);

Leonardo Rabelo de Matos Silva (UVA).

 


GT 05 – DIREITO PENAL

Coordenação

Andrija Almeida (UFBA);

Regina Berardi (Universidade de Salamanca – Espanha);

Antonio Santoro (UFRJ/UCP/IBMEC).

 


GT 06 – CIDADES, AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE

Coordenação:

Cláudia Corrêa (UVA);

Rogerio Borba (IBMEC/UNESA/UNICARIOCA);

Isabela Coutinho (UNIR).

 


GT 07 – DIREITO INTERNACIONAL, COMUNITÁRIO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Coordenação:

Charlotth Back (Universidad Pablo de Olavide – Espanha);

Simone Alvarez Lima (UNESA);

Fernando Bertoncello (Mackenzie);

Eduardo Manuel Val (UFF/UNESA).

 


GT 08 – PROCESSO, MEIOS DE SOLUÇÃO DE CONFLITOS E SOCIEDADE

Coordenação:

Larissa Pochmann da Silva (UCAM);

Haroldo Lourenço (UFRJ).

 


GT 09 – TEORIA, INTERDISCIPLINARIDADE E PESQUISA JURÍDICA

Coordenação:

Klever Filpo (UCP);

Monique Falcão Lima (USU/Max-Planck-Institut – Alemanha);

Edgar Fuentes Contreras (Universidad de Bogotá Jorge Tadeo Lozano – Colombia).


GT 10 – TEMAS DE VANGUARDA DO DIREITO

Coordenação:

Rodrigo Garrido (UCP);

Diogo Basilio Vailatti (UNINOVE);

Gabriela Balestero (UFU/Universidad de Buenos Aires – Argentina).

 


GT 11 – DIREITO HOMOAFETIVO E DIVERSIDADE SEXUAL

Coordenação:

Raquel Castro (OAB-RJ);

Henrique Rabello (OAB-RJ).

 


GT 12 – ADVOCACIA PÚBLICA: DESAFIOS E EXPERIÊNCIAS

Coordenação:

Vanessa Velasco Brito (PGM);

Daniel Giotti de Paula (PFN);

Igor Menezes (PGM).

Inscrições

O procedimento de inscrição obedece às seguintes fases especificadas no edital:

  • 1ª fase: Submissão do paper ao CAED-Jus
  • 2ª fase: Análise e aprovação do trabalho
  • 3ª fase: Pagamento de inscrição no site caedjus.com.br
  • 4ª fase: Envio do vídeo de apresentação

A submissão do paper é gratuita e deverá ser realizada diretamente ao email [email protected], observando o previsto no edital. Com a aprovação do trabalho, a inscrição no CAED-Jus poderá ser feita pelo site www.caedjus.com.br. Somente com o pagamento da inscrição e a submissão do paper ao CAED-Jus que o trabalho será apto a ser apresentado no evento. A inscrição implica em cessão de direitos autorais para publicação em livro.

Doutor

R$ 199

1º lote (até 31.01 )


2º lote (após 31.01 ) – R$ 299

Mestre ou
Pós-Graduando

R$ 169

1º lote (até 31.01 ) 


2º lote (após 31.01) – R$ 199

Graduado e Graduando

R$ 99

1º lote (até 31.01 ) 


2º lote (após 31.01) – R$ 149

Ouvintes

R$ 19

1º lote (até 31.01 ) 


2º lote (após 31.01) – R$ 19

PRÊMIO CAED-JUS

Os coordenadores de GT indicarão um trabalho para concorrer ao Prêmio CAED-Jus 2018. Os trabalhos serão selecionados pelo Conselho do CAED-Jus através dos seguintes critérios: originalidade, mérito acadêmico, formatação, organização teórica/metodológica da discussão, relevância para o direito.

Os premiados terão direito a:

7 Destaque especial no site
7 Certificado de premiação
7 Isenção na inscrição para o próximo CAED-Jus
7 Palestra especial no próximo CAED-Jus como premiado

As vencedoras do Prêmio CAED-Jus das edições passadas foram:

– Prêmio CAED-Jus 2017: Ana Claudia Pompeu Torezan Andreucci e Michelle Asato Junqueira pelo artigo “Infância do consumo e o consumo da infância: reflexões sobre o ‘totalitarismo consumista’ e o incentivo à transgressão e à violência infantil na sociedade pós-moderna;

– Prêmio CAED-Jus 2016: Tatiana Lourenço Emmerich de Souza pelo artigoO crime de lavagem de dinheiro por meio da internet: perspectivas e dificuldades da legislação brasileira”.

CURSOS ONLINE GRATUITOS

CAED-Jus

Congresso de reflexões e pesquisas jurídicas de excelência do Brasil

[email protected]

Baixe o edital de trabalhos

X